Assine Receba Nossas Atualizações.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Governo cancela audiência agendada com servidores da UERN

,


Não se concretizou o avanço obtido na audiência pública sobre a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), quinta-feira (21), na Assembleia Legislativa. É que o Governo do Estado desmarcou reunião prevista para ontem com a comissão da Universidade, em Natal, para discutir o fim da greve geral na instituição, que completa hoje 53 dias.
O encontro foi comemorado como avanço no debate sobre a Uern promovido pelo parlamento estadual, pois retomaria o diálogo entre servidores e Governo do Estado, suspenso desde o início da paralisação. Porém, ontem pela manhã, o secretário estadual de Administração e Recursos Humanos, Álber Nóbrega, desmarcou a audiência.
"Ele alegou compromissos inadiáveis para cancelar o encontro", conta o presidente da Associação dos Docentes da Uern (Aduern), Flaubert Torquato, acrescentando que o secretário não marcou outra data. O professor lamenta o cancelamento da audiência, já que seria uma oportunidade de se buscar o acordo para resolver o impasse da greve.
"O adiamento demonstra o descompromisso do Governo do Estado para com a Uern e como ela não é prioridade para a atual administração", lastima Torquato, reafirmando o sentimento de decepção entre os professores e técnicos-administrativos, congregados no Sintauern.
O Diretório Central dos Estudantes (DCE) também repudia o cancelamento da audiência, entendendo que só prolongará o impasse e a paralisação, mostrando mais uma vez a falta de zelo com a comunidade acadêmica da Uern. Aduern, Sintauern e DCE compõem o comando de greve e se reúnem hoje para decidir a estratégia do movimento para os próximos dias.
Os segmentos lembram que para encerrar a greve de 2011, que durou 106 dias, os servidores aceitaram parcelar o reajuste de 27% em três anos, sendo a primeira parcela, de 10,65%, acordada para abril deste ano. Como o Governo não pagou nem deu previsão, professores e técnicos deflagraram a greve no último dia 3 de maio.
O Executivo alega impedimentos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para fazer o pagamento e com esse argumento pediu à Justiça a ilegalidade da greve e o retorno imediato das aulas, mas o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJ/RN) não aceitou o pedido, decidindo que a greve é legal, no último dia 30 de maio. Uma semana depois, os desembargadores negaram recurso do Governo do Estado e mantiveram a legalidade.

Fonte: O Mossoroense

0 comentários to “Governo cancela audiência agendada com servidores da UERN”

Postar um comentário

Obrigado por nos dar sua visita ela é muito importante para nós.
obrigado e volte sempre

 

SEGUIDORES DO G+

Seguidores

FACEBOOK

Agroecologia News Copyright © 2011 | Template design by JP DESIGN - Criação de Arte Digital | Powered by Blogger Templates