Assine Receba Nossas Atualizações.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Poema de Patativa do Assaré

,

“Sou filho das matas
cantor da mão grossa
trabalho na roça
deveras o destino.

A minha choupana
é tapada de barro,
só fumo cigarro
de palha de milho.

Meu verso rasteiro
singelo, sem graça
não entra na praça
no rico saloon

Meu verso só entra
no campo e na roça,
na pobre palhoça
da terra ao sertão.”

0 comentários to “Poema de Patativa do Assaré”

Postar um comentário

Obrigado por nos dar sua visita ela é muito importante para nós.
obrigado e volte sempre

 

SEGUIDORES DO G+

Seguidores

FACEBOOK

Agroecologia News Copyright © 2011 | Template design by JP DESIGN - Criação de Arte Digital | Powered by Blogger Templates