Assine Receba Nossas Atualizações.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

POEMA: A SECA E A MÁ VONTADE POLÍTICA

,

O acalanto maior
pro coração sertanejo
é ver riacho em enchente
da bica ouvir o gotejo
porém quando a chuva atrasa
deixa o sertão feito brasa
queimando a alma da gente
deixa a paisagem cinzenta
e a bicharada sedenta
deitada no solo quente.

Nossa terra infelizmente
sofre com a má vontade
de uma corja que castiga
sem dó e sem piedade
mas nosso povo com isso
que nunca foi submisso
segue de cabeça erguida
rezando e olhando pro céu
pois quem tem Deus é fiel
e nem seca atrasa sua vida.

Não é por causa da seca
que o povo sofre e lamenta
no ano seco ele sofre
mas por ser forte ele aguenta
o que deixa indignado
é ver o povo cansado
de mentira e de promessa
ser for pra ajudar, que venha
se não, bem longe mantenha
pois que tem fome, tem pressa.

Enquanto gastam milhões
sem lembrar do sertanejo
metem a cara na TV
pra oferecer sobejos
isso não é arrogância
mas quem vive na abundância
nosso sertão tudo tem
não se anima com conversa
pois nem queremos promessa
nem esmola de ninguém.

Se a seca é realidade
mude logo o pensamento
irrigue esse solo fértil
pra produzir alimento
não deixe um povo feliz
que construiu o país
sofrer neste desatino
pois mesmo com a estiagem
não tem mais linda paisagem
que a do solo nordestino

(Henrique Brandão)

0 comentários to “POEMA: A SECA E A MÁ VONTADE POLÍTICA”

Postar um comentário

Obrigado por nos dar sua visita ela é muito importante para nós.
obrigado e volte sempre

 

SEGUIDORES DO G+

Seguidores

FACEBOOK

Agroecologia News Copyright © 2011 | Template design by JP DESIGN - Criação de Arte Digital | Powered by Blogger Templates