Assine Receba Nossas Atualizações.

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

SINA DE MARIA II

,




Maria era tão bonita
Mimosa flor do lugar,
Com o filho d’um coronel
Começou a namorar
Mas todo mundo sabia,
Que o ricaço só queria
A Maria engambelar.


Como já estava escrito
Romance pouco durou
Maria crendo em promessas
Ao tal rapaz se entregou
Seguindo seu coração
Que explodia de paixão
Bem depressa engravidou.


Maria viu sua sina
Mudar da noite pro dia.
Era grande seu tormento,
Mas ninguém lhe acudia.
Sua barriga aumentava,
Seu vestido encurtava
E o desespero crescia.


Maria desesperada
Foi embora do sertão,
Estava desnorteada
Não suportou a pressão.

Foi triste sua partida
Mas parti era saída
Em busca de solução.


Distante da terra amada
Até chorou de saudade
Porém engoliu o choro
Encarando a realidade
Desdobrando-se Maria,
Plantou e colheu alegria
Longe de sua cidade.


A renomada Maria
Não voltou mais ao sertão.
Quando aparece por lá
É via televisão,
Às vezes também ela é vista
Em jornal ou em revista
Porém renega seu chão.

(SINA DE MARIA II)

Fonte: Besta Fubana

0 comentários to “SINA DE MARIA II”

Postar um comentário

Obrigado por nos dar sua visita ela é muito importante para nós.
obrigado e volte sempre

 

SEGUIDORES DO G+

Seguidores

FACEBOOK

Agroecologia News Copyright © 2011 | Template design by JP DESIGN - Criação de Arte Digital | Powered by Blogger Templates